Colheita de flores

Colheita de flores

quarta-feira, 7 de abril de 2010

EROS/PSICOGRAFIA DE DIVALDO PEREIRA FRANCO

         
                                                      TULIPAS  VI
 "SILÊNCIO"
Faça um pouco de silêncio interior.
Escute as harmonias da Criação e voe rumo as estrelas.
Abandone os ruídos perturbadores e penetre-se de quietude, 
serenando ansiedades, aflições....

Deixe-se arrastar pelas vibrações de paz, silenciando a algazarra, o pandemônio interno.
Não lhe baste deixar de falar.
Equilibre as ondas mentais e ouça a música da Natureza.
O silêncio é fonte geradora de energia saudáveis.
Ele irriga o coração e fomenta a esperança, dulcifica os sentimentos atormentadas,
penetra as fibras íntimas da emoção.
Em silêncio não pense em nada, não fuja de nada.
Quieto em sintonia com o Divino Pensamento, torne-se vibração de amor, a fim de
suportar os ruídos que aturdem as criaturas, quando retorne aos labores comuns.
Nada lhe perturbe o silêncio do coração.
O silêncio é dínamo de força e juventude naquele que o preserva no comportamento.
Há vibrações de harmonia em toda parte, aguardando que as atitudes de silêncio profundo
facultem a sintonia com elas.
Permaneça em silêncio todos os dias."
(Eros)    psicografado por Divaldo P. Franco, extraído do Livro "Paz Íntima"