Colheita de flores

Colheita de flores

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

FELIZ ANO NOVO 2011

                                                     CAMPO DE FLORES VI
                                                    TELA   50 X 60CM  -  OST              


ANO NOVO

"Todo fim de ano, é a mesma coisa.
No dia 31 as pessoas são tomadas por uma emoção contagiante, que provoca muito mais intranquilidade, angustia e depressão do que alegria de viver e uma grande festa.
Espera-se que, ao transcorrer a noite do último dia do ano, o mundo renasça, trazendo melhores dias, cheios de paz.  Espera-se encontrar um novo amor,  arranjar aquele emprego, conseguir pagar aquelas dívidas.  Planejamentos  radicais  nos sugerem passar o passado a limpo. Expectativas muito altas carregam nos seus pacotes o peso da ansiedade.
Porque se deixar levar por um simples decreto de calendário e acreditar que, a partir de 1º de janeiro, as coisas deverão mudar?
Por que  escolher  o último dia do ano, como se fosse o último de nossa vida, prá fazer um verdadeiro balanço,  dos bons e maus momentos  vividos?
Por que nos dias das grandes festas as tristezas são lembradas com mais intensidade?  Porque não festejar as vitórias, mesmo que sejam poucas?
Meu Deus! quanta peninha  tem de sí mesmas as pessoas, com tendências a se sentirem vitimas do destino!
O revéillon é um dia só! ou melhor é uma noite só!
E, no entanto,  é capaz de causar tanto estrago na mente sofredora daqueles que têm  o costume de rever o lado ruim do passado.
Você dorme num dia e, se estiver vivo, acordará no outro como acontece todos os dias  e verá que tudo continuará com antes. È a rotina.
Se você tivér equilibrio emocional, repare que aquela imagem que está lá fora, na sua frente, continua lá .
Aquele sol  brilhante se abriu, como sempre se abre nos dias ensolarados; a chuva continua a cair, se assim tiver que ser, nos dias chuvosos de verão.
O que mudou? você mudou?
Em qualquer dia do ano surge um "novo amanhecer" e com ele chances de uma nova conquista.
Precisamos praticar a mudança de hábitos.  Todas as manhãs, ao abrirmos os olhos, devemos dar bom dia ao dia que nos é presenteado, pois ele poderá ser o dia da mudança.
Se não buscarmos as mudanças necessárias, tudo continuará como sempre. E não vai ser no dia 31, que a transformação se fará por força do calendário.
Já passeis muitos réveillons em festas, observando pessoas felizes, de "caras limpas" e de tantas outras de olhares tristes, sorrisos de retrato e com copo na mão.
Em muitas noites do dia 31, já dormi abraçada ao meu amor.
Em outras, "festejei",as noites preferindo abraçar o travesseiro.
E foi num dia qualquer do mês de maio, que escolhi mudar de vida!  E foi aí que um "Ano Novo", chegou para mim!  Aconteceu antes.... ou será que foi depois?
Chega de fazer parte dessa imensa legião , que obedece às leis dos homens e segue os dogmas de uma sociedade que pensa em bloco.
O calendário é feito de folhas de papel.
O bom disso é que todos os dias podemos virar a página."
(Lou Micaldas/Anna Eliza Fürich)

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

OSWALDO ANTONIO BEGIATO

BOM DIA

"Cansado de meus invernos
Quero hoje plantar
Com as mãos repletas de outono
E o coração de dádivas,
A semente de um pé de Ipê,
De um pé de Ipê amarelo.

Depois ungir-me-ei 
Com o óleo santo
Que verte dos olhos de Maria
E me recolherei ermitão
Na varanda de minhas ilusões,
Esperando a primavera chegar.

E quando a primavera vier,
Com suas vestes adornadas
Pelos milagres da terra,
Abrirei um sorriso limpo
Sobre a nascença do verão.

Tudo então será sol
Tudo então será flor.

Coisa linda de se ver!"

( Oswaldo Antonio  Begiato)

domingo, 12 de dezembro de 2010

CRONICA DE LUIZ FERNANDO VERISSIMO

                                                 VASO VERDE COM ROSAS
                                                        vendido

"Minha mulher e eu temos um segredo para fazer nossso casamento durar:
Duas vezes por semana, vamos a um ótimo restaurante, com uma comida gostosa, uma boa bebida
e um bom  companheirismo.  Ela vai  às  terça-feiras e eu vou ás quintas.
Nós tambem dormimos em camas separadas: a dela em Fortaleza e a minha, em SP.
Eu levo minha mulher a todos os lugares, mas ela sempre acha o caminho de volta.
Perguntei a ela onde ela gostaria de ir no nosso aniversário de casamento, "em algum lugar que eu não tenha ido há muito tempo!" ela disse.  Então sugeri  a cozinha.
Nós sempre andamos de mãos dadas....
Se eu soltar, ela vai as compras!
Ela tem um liquidificador, uma torradeira e uma máquina de fazer pão, tudo eletrico.
Então, ela disse: "nós temos muitos aparelhos, mas não temos lugar para sentar".
Daí, comprei prá ela uma cadeira elétrica.
Lembrem-se: o casamento é a causa numero 1 para o divórcio. Estatísticamente 100% dos divórcios começam com o casamento. Eu me casei com a "senhora certa".
Só não sabia que o primeiro nome dela era "sempre".
Já faz 18 meses que não falo com minha esposa. É que não gosto de interrompê-la.
Mas, tenho que admitir: a última briga foi culpa minha.
Ela perguntou: "o que tem na TV?"
E eu disse: "Poeira"
(Luiz Fernando Verissímo)

domingo, 5 de dezembro de 2010

MARTHA MEDEIROS

                                                             PAISAGEM  VI

"Meu mundo se resume a palavras que me perfuram, a canções que me comovem, a paixões que já nem lembro, a perguntas sem respostas, a respostas que não me servem à constantes perseguições do que ainda não sei.  Meu mundo se resume ao encontro do que é terra e fogo dentro de mim, onde não me enxergo mas me sinto."
(Martha Medeiros)