Colheita de flores

Colheita de flores

sábado, 19 de março de 2011

CORA CORALINA



Cora Coralina pseudônimo de Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, nasceu na cidade de Goiás em 20 de agosto de 1889 , faleceu em Goiânia em 10 de abril de 1985, foi poetisa e contista brasileira.  Cora publicou seu primeiro livro aos  76 anos de idade.
Mulher simples, doceira de profissão.
Suas obras são baseadas no cotidiano do interior brasileiro, em particular dos becos e ruas históricas de Goiás. Começou a escrever seus primeiros textos aos 14 anos, publicando em jornais locais,  publicou em 1910 o conto "Tragédia na roça".
Casou-se em 1910, com o advogado Cantídio Tolentino Bretas , mudou-se para São Paulo, aonde viveu por 45 anos no Estado de São Paulo nos municipios de Avaré, Jaboticabal , São Paulo, Penápolis e Andradina, voltando a morar em Goiás em 1956. 
Senhora de poderosas palavras.   Ana  escrevia com simplicidade e seu desconhecimento  acerca das regras da gramática contribuiu para que sua produção artística priorizasse a mensagem ao invés da forma. Preocupada em entender o mundo n o qual estava inserida, e ainda compreender o real papel que deveria representar.  Ana parte em busca de  resposta no seu cotidiano, vivendo cada minuto na complexa cidade de Goiás, que permitiu a ela a descoberta de como a simplicidade pode ser o melhor caminho para atingir a mais alta riqueza do espírito.