sábado, 19 de março de 2011

CORA CORALINA



Cora Coralina pseudônimo de Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, nasceu na cidade de Goiás em 20 de agosto de 1889 , faleceu em Goiânia em 10 de abril de 1985, foi poetisa e contista brasileira.  Cora publicou seu primeiro livro aos  76 anos de idade.
Mulher simples, doceira de profissão.
Suas obras são baseadas no cotidiano do interior brasileiro, em particular dos becos e ruas históricas de Goiás. Começou a escrever seus primeiros textos aos 14 anos, publicando em jornais locais,  publicou em 1910 o conto "Tragédia na roça".
Casou-se em 1910, com o advogado Cantídio Tolentino Bretas , mudou-se para São Paulo, aonde viveu por 45 anos no Estado de São Paulo nos municipios de Avaré, Jaboticabal , São Paulo, Penápolis e Andradina, voltando a morar em Goiás em 1956. 
Senhora de poderosas palavras.   Ana  escrevia com simplicidade e seu desconhecimento  acerca das regras da gramática contribuiu para que sua produção artística priorizasse a mensagem ao invés da forma. Preocupada em entender o mundo n o qual estava inserida, e ainda compreender o real papel que deveria representar.  Ana parte em busca de  resposta no seu cotidiano, vivendo cada minuto na complexa cidade de Goiás, que permitiu a ela a descoberta de como a simplicidade pode ser o melhor caminho para atingir a mais alta riqueza do espírito.

PINTURA ACRILICA ABSTRATA

Olha no teu jardim as rosas entreabertas e nunca as pétalas caídas...Observa em teu caminho a distância vencida e nunca o que ainda fal...