Colheita de flores

Colheita de flores

domingo, 8 de novembro de 2015

MINHAS ARTES

MINHAS ARTES:











HAVENDO INTERESSE: ENTREM EM CONTATO PELO EMAIL:  ninarosa2009@gmail.com

quarta-feira, 13 de maio de 2015

ENQUANTO VOCÊ DORMIA - Lady Foppa

ENQUANTO VOCÊ DORMIA
Enquanto você dormia, tentei descobrir a receita da felicidade para dar a você em doses homeopáticas para que ficasse dependente de mim... Esse é meu lado Egoísta! Enquanto você dormia, tentei negociar com Deus alguns anos de vida em troca de um par de asas que me permitisse alçar vôo até você... Esse é meu lado Sonhador! Enquanto você dormia, aprisionei o vento, silenciei os sons da noite e calei os seresteiros para que o silêncio embalasse seu sono: Esse é meu lado Anjo da Guarda! Enquanto você dormia, apaguei todas as estrelas, desliguei a lua, coloquei vaga-lumes atrás das montanhas E pedi às nuvens para embalar você. Esse é meu lado Magia! Enquanto você dormia, encomendei um amanhecer perfeito, pedi ao sol para despertar depois de você e iluminar os caminhos do seu dia... Esse é meu lado Fantasia! Enquanto você dormia, tentei me manter acordado para sentir o quanto te amo até concluir que melhor era dormir e encontrar você no sonho... Esse é meu lado Carente! Enquanto você dormia, eu tecia sonhos com os fios de lembranças de nós dois enquanto meus olhos relutavam entre o sono e o despertar... Esse é meu lado Saudade! Enquanto você dormia, pensei numa frase que traduzisse meu sentimento para que você lesse, enquanto eu dormia. Esse é meu lado Amor! ”Já disse hoje que te amo?”
Lady Foppa.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

PINTURA ACRILICA ABSTRATA

Olha no teu jardim as rosas entreabertas e nunca as pétalas caídas...Observa em teu caminho a distância vencida e nunca o que ainda falta...Guarda do teu olhar os brilhos de alegria e nunca as névoas de tristezas...Retém da tua voz risadas e canções e nunca os teus gemidos...Conserva em teus ouvidos as palavras de amor e nunca as de ódio...Grava em tua pupila o nascer das auroras e nunca os teus poentes...Conserva no teu rosto as linhas do sorriso e nunca os sulcos do teu pranto...Conta aos homens o azul das tuas primaveras e nunca as tempestades do verão...Guarda da tua face apenas as carícias, esquece as bofetadas...Conserva de teus pés os passos retos e puros, esquece os transviados...Guarda de tuas mãos as flores que ofertaram, esquece os espinhos que ficaram... De teus lábios conserva as mensagens bondosas, esquece as maldições...Relembra com prazer as tuas escaladas, esquece o prazer fútil das descidas...Relembra os dias em que foste água limpa, esquece as horas em que foste brejo...Conta e mostra as medalhas das tuas vitórias, esquece as cicatrizes das derrotas...Olha de frente o Sol que existe em tua vida, esquece a sombra que fica atrás...A flor que desabrocha é bem mais importante do que mil pétalas caídas; E só um olhar de amor pode levar consigo calor para aquecer muitos invernos...A bondade é mais forte em nós e dura muito mais do que o mal que nós mesmos praticamos...Sê otimista e não te esqueças de que é no fundo das noites sem luar que brilham muito mais as estrelas!
Pe.Heber Salvador de Lima

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Cora Coralina - Pintura: Natureza Morta 356

Não te deixes destruir…
Ajuntando novas pedras
e construindo novos poemas.
Recria tua vida, sempre, sempre.
Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça.
Faz de tua vida mesquinha
um poema.
E viverás no coração dos jovens
e na memória das gerações que hão de vir.
Esta fonte é para uso de todos os sedentos.
Toma a tua parte.
Vem a estas páginas
e não entraves seu uso
aos que têm sede.
(Cora Coralina)

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Quando abrimos os olhos pela primeira vez vislumbramos formas e cores, luzes e movimentos. Estes têm múltiplos aspectos, além do real (local), conforme o contexto espacial, geográfico e atmosférico em que se encontram. Pressenti-los em uma obra-de-arte não é privilégio de expert. Apenas uma adequação entre a imagem exterior e a imagem interior. (Pintura & Palavra, 1998).

domingo, 21 de dezembro de 2014

Versos do Amor Sem Fim ( Délcio Tavares 360p) flv



quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

CESTO DE FLORES XV - REGINA SCHWINGEL

                                       TELA DISPONIVEL
                                       PINTURA A ÓLEO
                                       DIMENSÕES:  60 X 80CM
                                       VALOR:  800,00
                               ENTRE EM CONTATO  : ninarosa2009@gmail.com

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Carlos Heitor Cony


Antes de dormir, vamos refletir um pouco?

O GAROTO DAS MEIAS VERMELHAS

Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito. Na hora do recreio ficava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa.
Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas meias vermelhas.
Um dia, o cercaram e lhe perguntaram porque ele só usava meias vermelhas. Ele falou, com simplicidade: “no ano passado, quando fiz aniversário, minha mãe me levou ao circo.
Colocou em mim essas meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo mundo iria rir de mim, por causa das meias vermelhas.
Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria ela olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas, saberia que o filho era dela.”
“Ora”, disseram os garotos. “mas você não está num circo. Por que não tira essas meias vermelhas e as joga fora?”
O menino das meias vermelhas olhou para os próprios pés, talvez para disfarçar o olhar lacrimoso e explicou: “é que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando ela passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me encontrar e me levará com ela.”
Muitas almas existem, na Terra, solitárias e tristes, chorando um amor que se foi. Colocam meias vermelhas, na expectativa de que alguém as identifique, em meio à multidão, e as leve para a intimidade do próprio coração.
São crianças, cujos pais as deixaram, um dia, em braços alheios, enquanto eles mesmos se lançaram à procura de tesouros, nem sempre reais.
Lesadas em sua afetividade, vivem cada dia à espera do retorno dos amores, ou de alguém que lhes chegue e as aconchegue.
Têm sede de carinho e fome de afeto. Trazem o olhar triste de quem se encontra sozinho e anseia por ternura.
São idosos recolhidos a lares e asilos, às dezenas. Ficam sentados em suas cadeiras, tomando sol, as pernas estendidas, aguardando que alguém identifique as meias vermelhas.
Aguardam gestos de carinho, atenções pequenas. Marcam no calendário, para não se perderem, a data da próxima visita, do aniversário, da festividade especial.
Aguardam...
São homens e mulheres que se levantam todos os dias, saem de casa, andam pelas ruas, sempre à espera de que alguém que partiu, retorne.
Que o filho que tomou o rumo do mundo e não mais escreveu, nem deu notícia alguma, volte ao lar.
São namorados, noivos, esposos que viram o outro sair de casa, um dia, e esperam o retorno.
Almas solitárias. Lesadas na afetividade. Carentes.
Pense nisso!
O amor, sem dúvida, é lei da vida. Ninguém no mundo pode medir a resistência de um coração quando abandonado por outro.
E nem pode aquilatar a qualidade das reações que virão daqueles que murcham aos poucos, na dor da afeição incompreendida.
Todos devemos respeito uns aos outros. Somos responsáveis pelos que cativamos ou nos confiam seus corações.
Se alguém estiver usando meias vermelhas, por nossa causa, pensemos se esse não é o momento de recompor o que se encontra destroçado, trabalhando a terra do nosso coração.
Pensemos nisso!

Autor: Carlos Heitor Cony

terça-feira, 25 de novembro de 2014

sábado, 22 de novembro de 2014





                                                                 ROSAS DA PAIXÃO
                                                                  PINTURA EM TELA
                                                                    100 X 70CM
Saudades  
Saudades! Sim.. talvez.. e por que não?...
Se o sonho foi tão alto e forte
Que pensara vê-lo até à morte
Deslumbrar-me de luz o coração!

Esquecer! Para quê?... Ah, como é vão!
Que tudo isso, Amor, nos não importe.
Se ele deixou beleza que conforte
Deve-nos ser sagrado como o pão.

Quantas vezes, Amor, já te esqueci,
Para mais doidamente me lembrar
Mais decididamente me lembrar de ti!

E quem dera que fosse sempre assim:
Quanto menos quisesse recordar
Mais saudade andasse presa a mim! 


(Florbela Espanca)

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Irmã Dulce

           
Ame simplesmente, porque nada nem ninguem pode acabar com um amor sem explicação!
Irmã Dulce


“Habitue-se a ouvir a voz do seu coração. É através dele que Deus fala conosco e nos dá a força que necessitamos para seguirmos em frente, vencendo os obstáculos que surgem na nossa estrada.”
Irmã Dulce

"As pessoas que espalham amor, não têm tempo nem disposição para jogar pedras.
"Irmã Dulce


terça-feira, 18 de novembro de 2014

Martha Medeiros

Sumi porque só faço besteira em sua presença, fico mudo
quando deveria verbalizar, digo um absurdo atrás do outro quando
melhor seria silenciar, faço brincadeiras de mau gosto e sofro
antes, durante e depois de te encontrar.
Sumi porque não há futuro e isso não é o mais difícil de
lidar, pior é não ter presente e o passado ser mais fluido que o ar.
Sumi porque não há o que se possa resgatar, meu sumiço é
covarde mas atento, meio fajuto meio autêntico, sumi porque
sumir é um jogo de paciência, ausentar-se é risco e sapiência,
pareço desinteressado, mas sumi para estar para sempre do seu
lado, a saudade fará mais por nós dois que nosso amor e sua
desajeitada e irrefletida permanência.

(Martha Medeiros)

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

PINTURAS RECENTES













sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Minhas Telas

                                 Rosas e Crisantemos
                                             vendida
                                     Floral e ninho
                                     cesto de rosas

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

FLORAL XXI TELA : 80X 60 X 2 CM ACRILICA 
VENDIDA 

sábado, 19 de outubro de 2013

MEUS ÚLTIMOS TRABALHOS

                                    ROSAS VERMELHAS - VENDIDA
"No dia em que eu não puder ir mais até você, não se esqueça de vir até mim.
Se um dia eu não puder lembrar seu nome, venha me lembrar de quem você é.
Se um dia eu não puder expressar meu orgulho e amor por você, apenas sinta que em minha alma nada disso se pedeu.
Você continua e sempre continuará sendo parte importante da minha vida."

quarta-feira, 13 de março de 2013

OSHO - DESAFIOS


FLORAL DE ROSAS
vendida


" A vida só é possivel através de desafios
A vida só é possivel quando você tem
Tanto o bom tempo quanto o mau tempo,
Quando tem prazer e dor,
Quando tem inverno e verão; dia e noite;
Quando tem tristeza tanto quanto felicidade
desconforto, tanto quanto conforto.
A vida passa entre essas duas polaridades
Movendo-se entre essas duas polaridades,
você aprende a se equilibrar.
Entre essas duas asas,
você aprende a voar até a estrela mais brilhante"
(Osho)

OSHO

                                                             
"Desenvolver-se significa mover-se a cada momento afastar-se da morte - não ir em direção da morte.  Quanto mais profundo você vai para dentro da sua vida, mais entende a imortalidade dentro de você.  Você está se afastando da morte; chega a um momento em que você pode ver que a morte não é nada, apenas um trocar de roupas ou trocar de casas, trocar de formas - nada morre, nada pode morrer.
A morte é a maior ilusão que existe.
(Osho)